Colar faz bem: artista guarulhense lança exposição sobre seus 20 anos na arte da colagem

Foto: Jonatha Cruz

Com duas décadas de trajetória, o projeto “Colar Faz Bem”, assinado pela educadora, artista plástica e poeta Aline Fonseca, mostra que a arte da colagem vai muito além de cola e papel. Em clima de aniversário, a exposição “Colar Faz 20” celebra os diversos temas que a artista aborda em suas obras, como questões políticas e sociais, a representação e exaltação dos povos brasileiros e o poder e a sensibilidade feminina. 

Em edição itinerante pelo estado de São Paulo, a exposição é inaugurada em Guarulhos, cidade natal da artista. Em seguida, passa por Embu das Artes, São Paulo e ABC Paulista. Na ocasião, o público terá acesso ao acervo das obras originais da artista, inclusive obras que estão disponíveis para venda. A entrada é gratuita em todos os locais.

A produção executiva é assinada por Daisy Coelho e Encubadora Multidimensional Produtora Artística, com curadoria  de Yaga Goya. A curadoria  buscou as obras que mais traduzem as características da artista e a essência do seu fazer criativo. “Como são muitos os trabalhos e acreditamos que nada poderia ficar de fora, além dos quadros, a exposição contará também com exibições de vídeos que ajudam a contar a história dos 20 de Colar Faz Bem, explicam as organizadoras.

Colar Faz Bem

Encantada pelo movimento que transforma palavras em poesia por meio de cola e tesoura, Aline Fonseca criou o projeto “Colar Faz Bem” na qual recria seu universo, juntando pedaços para criar novos sentidos. Sua principal linguagem é a colagem analógica, feita a partir de recortes, resultando em composições que evidenciam a justaposição.

Inspirada pela estética surrealista europeia de artistas como Max Ernest, Salvador Dali e René Magritte, a colagista transporta essas referências para o Brasil com o uso de cores  quentes e grandes quantidades de elementos: técnicas bastante latinas, vistas por artistas como a mexicana Fridas Kahlo e o sergipano Arthur Bispo do Rosário. Nessa mistura e mergulhada em seu olhar múltiplo de colagista, educadora e poeta, mostra as infinitas possibilidades de ser e estar.

“A colagem é uma arte que dá uma nova chance para a imagem que é criada na consciência humana. Combino as imagens a fim de gerar novas ideias, e assim, elas ganham a chance de serem luz de reflexão, grito de protesto ou um suspiro do inconsciente”, explica.

Graduada em Educação Artística em 2008, nos últimos anos vem firmando parceria com artistas a partir da interpretação visual de outras manifestações de arte, com isso realiza ilustrações para livros de poesia, álbuns e singles. Atualmente reside na cidade de São Paulo, onde usa sua bagagem como professora de arte para desenvolver projetos gráficos.

Além da exposição, os 20 anos do projeto “Colar Faz Bem” contará com o lançamento do livro “recortes – histórias, poemas, contos e colagens” que reunirá as 20 obras mais importantes de seu acervo somadas às obras escritas por escritoras, escritores e compositores, que foram convidados a colocar em palavras, suas percepções diante das colagens. 

Serviço

Exposição “Colar Faz 20”

Local: Coletivo 308

Vernissage: 09/07 ás 19:00

De 09 a 30/07

Após a vernissage a expo estará disponível para visitação previamente agendadas via e-mail colarfazbem@gmail.com

Entrada gratuita

Verifique a classificação indicativa.

- PUBLICIDADE -