Cidade é cenário de longa-metragem com participação de atores guarulhenses

Da Redação

Guarulhos é mais uma vez escolhida como cenário de produção audiovisual de longa-metragem com grande elenco e a participação de atores guarulhenses. Dessa vez, a produtora BMouse gravou por aqui cenas para o filme A Força de um Sorriso, do diretor Rafael Almeida. As cenas foram feitas em cruzamentos de ruas na Vila Sorocaba, Vila Augusta, Cabuçu e Centro.

A escolha da cidade para a tomada das cenas foi intermediada pela Agruppe, associação aceleradora de projetos responsável pela seleção de mais 30 atores guarulhenses, homens e mulheres com idades entre 18 e 65 anos, que também participam das filmagens.

A Força de um Sorriso é um documentário que conta a história de superação do casal Carla Sarni (Antonia Morais) e Cléber Soares (Sidney Sampaio), fundadores da empresa Sorridents, empreendedores que revolucionaram o mercado da odontologia no Brasil promovendo saúde bucal para milhões de pessoas.

O Secretário de Cultura, Vitor Souza, observa que a estruturação logística de Guarulhos, que inclui rodovias, proximidade com a capital São Paulo e o aeroporto, facilita a atração de produções audiovisuais nacionais e internacionais, como a do filme iraniano Texas, a série da Rede Globo Os Carcereiros e o filme Mamonas Assassinas.

“Em Guarulhos, o mercado audiovisual é um dos que mais cresce dentro da economia criativa devido à diversidade de cenários com praças, rodovias, centros comerciais e bairros antigos, nos quais contrastam tradicional e o moderno. Diante dessa variedade, a cidade insere-se num circuito de locações que oferece muitos cenários e possibilidades para atrair investimentos a partir do setor audiovisual”, esclarece o secretário, lembrando que os investimentos na produção audiovisual também impactam outros setores, como a rede hoteleira, o comércio local, como bares, restaurantes, entre outros.

Nesse aporte, a Agruppe tem sido grande parceira da Prefeitura de Guarulhos, viabilizando o diálogo com os agentes e produtores. Além disso, a entidade também abre possibilidades para a produção local, envolvendo atores, equipes de produção e técnica, facilitando a locação de equipamentos, o que impulsiona a economia como um todo: “Tudo isso é muito importante, pois temos que ser criativos, buscar alternativas e nos reinventar a todo o momento. Esses investimentos geram recursos para o orçamento da cidade, que são revertidos em áreas como educação e saúde, realimentando o sistema de desenvolvimento econômico de Guarulhos”, comemora Vitor Souza.

A Secretaria de Cultura e a Agruppe também são responsáveis pela criação de grupo de trabalho para fomento e incentivo das atividades audiovisuais na cidade e a criação da Guarulhos Film Commission. A iniciativa vai ao encontro da necessidade de produção e desenvolvimento do setor audiovisual e da identidade cultural da cidade, gerando visibilidade, renda e revelando valores.

Sobre a Agruppe

A Agruppe é uma associação aceleradora de projetos, que tem como missão unir fazedores, produtores culturais e projetos de economia criativa com o objetivo de desenvolver e projetar no cenário audiovisual e de eventos, contribuindo para a expansão das relações, capacitação e geração de renda.

Atua no estado do São Paulo há cerca de oito anos como um hub criativo, oferecendo conexão, infraestrutura, logística, treinamentos e oficinas de criação, dando suporte técnico, humano e de gestão para todos os envolvidos.

Através do banco de talento, a associação indica artistas e trabalhadores do setor audiovisual para as produções que procuram a cidade, de forma voluntária, há mais de 10 anos, como, por exemplo, a série Carcereiros, da Rede Globo.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos