Cidade deve ter Zona Azul digitalizada

Lucy Tamborino

Os usuários da Zona Azul na cidade devem contar com um novo recurso após o processo de licitação da nova empresa for concluído: a compra do estacionamento rotativo por meio de um aplicativo instalado no celular.

Com um total de 2.994 vagas disponíveis, os cidadãos que estiverem na cidade poderão acessar o aplicativo e comprar até duas horas que é o tempo máximo permitido, além de 30 minutos (tempo mínimo), uma hora (intermediário).  A compra também estará disponível com os monitores do sistema, que estarão trabalhando nas ruas para atender o público, oferecendo o cartão virtual, podendo ser pagos também com cartão de débito ou crédito.

O sistema digitalizado não será útil apenas para os motoristas, mas também para uma fiscalização efetiva. A funcionalidade irá impedir que os usuários fiquem estacionados por duas horas e, depois desse tempo, tire o veículo do local e estacione em uma região próxima. A leitura das placas irá impedir a compra de uma nova vaga na Zona Azul, já que a prática é proibida.

Ainda a distribuição das vagas deve acontecer da seguinte forma: 1.743 na região central, 733 na região do Bosque Maia, 215 no Macedo, 170 na Vila Galvão e 133 no Bom Clima. Dessas, 199 serão destinadas a idosos (5%), 128 para deficientes (2%) e 128 para motocicletas (2%). As demais 2.539 vagas são para o chamado sistema operacional normal.

Imagem: Lucy Tamborino