China teve 2 milhões de carros vendidos em abril

Com a covid-19 contida na China e as fábricas voltando a operar a plena capacidade, as vendas de automóveis estão se recuperando. Em abril, foram emplacados 2 milhões de carros no país. Esse número representa alta de 39,8% em relação às vendas de março e de 0,9% ante os resultados de abril do ano passado. As informações são da Associação de Fabricantes de Veículos da China (CAAM).

Mesmo com o bom resultado, a pandemia derrubou as vendas no acumulado de janeiro a abril. No primeiro quadrimestre, 5,67 milhões de carros foram emplacados no mercado chinês. Esse número representa queda de 32,1% em relação ao mesmo período de 2019.

O bom resultado de abril já era esperado. De dezembro a fevereiro, houve uma queda brutal nas vendas de automóveis na China. Mas no mês passado as fabricantes locais começaram a divulgar previsões de recuperação do mercado.

VENDA POR FABRICANTE

A Chery vendeu 40.079 carros em abril, um aumento de 15,4% em relação a abril de 2019. Em exportações, o resultado foi muito positivo, com 31.845 vendas de janeiro a abril. Do total, 30.008 unidades são dos SUVs Tiggo4, Tiggo7 e Tiggo8 e do sedã Arrizo.

Da Dongfeng, com 18.885 unidades no mês passado, a alta foi de 17,3%. De janeiro a abril, as vendas somaram 45.700 unidades, com queda de 15,9% em relação a igual período de 2019.

Em abril, a SAIC-GM Buick vendeu 68.827 veículos na China. O aumento ante março foi de 44%. Na comparação com abril de 2019, a alta foi de 29,5%.

A Changan, uma das maiores fabricantes da China, emplacou 159 557 unidades em abril, com aumento de 32% ante os 120.851 carros emplacados no mesmo mês de 2019. No acumulado do quadrimestre, as vendas somaram 462.600 unidades, com queda de 18,5% ante 2019

A Geely, outra gigante do setor, vendeu 105.468 veículos na China em abril. Houve alta de 44% em relação a março e de 2% ante o mesmo mês de 2019.

A BYD vendeu 31.809 veículos na China, com queda de 15,9% em relação a abril de 2019. No acumulado de janeiro a abril, as 93 082 unidades representaram queda de 40,1% ante ao mesmo período de 2019.

Do Grupo GAC, que produz para várias marcas, as vendas em abril somaram 166 mil unidades. A alta em relação a março foi de 6,1%. No ano foram 472 mil unidades – queda de 27,5% ante o mesmo período de 2019.

Das parceiras, a Honda vendeu 72 mil unidades em abril. Da Toyota, foram 64 mil veículos, com aumento de 46,9%.