CEI solicita retirada de agentes de trânsito do Aeroporto de Cumbica

Pedro Lacerda

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura possíveis irregularidades do fechamento da ponte sobre o rio Baquirivu-Guaçu, na região onde se encontra o GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, decidiu ontem que irá sugerir ao Executivo a retirada de agentes de trânsito e da Guarda Civil Municipal (GCM) que atuam no aeroporto.

Segundo o vereador e presidente da CEI, Marcelo Seminaldo (PT), o motivo se dá por conta da falta de reciprocidade política. “Uma das situações que eles poderiam ajudar seria na abertura do acesso do rio Baquirivu. Em 2013 eles fecharam alegando que realizariam obras no local e que depois reabririam, porém isso não foi feito, por dizerem que isso pode atrapalhar o acesso das pessoas que embarcarão e desembarcarão no aeroporto”, diz Seminaldo.

Já o vereador Eduardo Carneiro (PSB), líder do governo e relator da CEI, disse que a solicitação também acontece como uma maneira de protestar pela falta de compromisso da concessionária responsável pela administração do terminal.

Imagem: Pedro Lacerda