CEI da GRU Airport recebe representantes da Cetesb

Da Redação

A Comissão Especial de Investigação (CEI) que avalia possíveis irregularidades cometidas pela GRU Airport na administração do aeroporto internacional realizou na terça-feira (10) reunião ordinária, com a participação de representantes da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo-Cetesb para saber se o consórcio possui licença de impacto ambiental do órgão para operar.

Mayla Fukushima, gerente da companhia, explicou que a GRU Airport está dentro da legalidade do ponto de vista ambiental. “A concessionária está regular, solicitou a renovação de sua licença em 2016 e desde então tem atendido a solicitações e apresentado relatórios que temos pedido para o novo licenciamento, que não tem um prazo para ser dado”, explicou. Os vereadores da CEI questionaram os convidados sobre possíveis multas. Meron Petro Jazac, assistente executivo da Diretoria de Avaliação do Impacto Ambiental da Cetesb, informou que não houve aplicação de multas, reiterando que a empresa tem cumprido os prazos e ações estabelecidas.

A Comissão solicitou aos representantes da Cetesb cópias dos relatórios e outros documentos relativos ao processo de renovação da licença ambiental da GRU Airport. A ideia é se debruçar sobre o material e, a partir daí, tomar alguma providência.

Imagem: Karina Yamada