CEI convoca interlocutor que teria pedido dinheiro para campanha

Rômulo Magalhães

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) instaurada para investigar suposta extorsão do vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede) a empresário se reuniu ontem de manhã na Câmara Municipal.

Durante o encontro, foi decidido convocar o interlocutor, Marco Antônio Ferreira, que teria pedido R$ 12 milhões a empresário. A convocação oficial a Marco Antonio deve ocorrer ainda esta semana para que na próxima terça-feira (20) ele já preste esclarecimentos à CEI. “A gente precisa ouvir o Marco Antônio Ferreira para ele confirmar, de fato, essa história”, disse o presidente da comissão, o vereador Marcelo Seminaldo (PT).

No áudio, que resultou na abertura da investigação e foi vazado a imprensa, Ferreira aparece como o negociador dos pedidos. O empresário que teria recebido os pedidos foi identificado como Paulo Zu. Questionado se Zu também seria convocado, Seminaldo disse que “é ruim convocar uma terceira pessoa baseada numa declaração dada de forma não oficial”.

 “Me parece que há um desprestígio a CEI”
Segundo Seminaldo, a contratação de um perito por Zeitune é um desprestígio a CEI. Ele revelou que a comissão não recebeu a perícia de forma oficial e que ficou sabendo apenas pela imprensa. “Vou esperar o laudo ser encartado para dar segmento nessa questão. Acho ruim conhecer o laudo pela imprensa, sendo que o órgão que vai trabalhar essa questão é a Câmara Municipal e me parece que há um desprestígio a comissão”, afirmou.

A assessoria de imprensa do vice-prefeito Alexandre Zeitune disse que a cópia do laudo foi entregue ao presidente da Câmara Municipal, Eduardo Soltur (PSD), e que aguarda posição da CEI sobre sua intimação para depor na Comissão.

 Perito deve ser contratado na próxima semana
O vereador Marcelo Seminaldo afirmou que a Câmara Municipal recebeu algumas propostas para a contratação de um perito para analisar os áudios que poderiam incriminar Zeitune. Segundo ele, a contratação deverá ocorrer na próxima semana. “A gente vai encaminhar para aquele que oferecer o melhor preço com o melhor técnico. Não temos o nome porque está terminando os trâmites”, declarou.

O perito será contratado por dispensa de licitação, pois o valor é abaixo de R$ 8 mil.

Foto: Rômulo Magalhães