CDR Pedreira apresenta projeto de ampliação do aterro na Câmara Municipal

Pedro Lacerda

Representantes da empresa CDR Pedreira estiveram presentes ontem na Câmara Municipal para apresentar o projeto de ampliação do aterro sanitário na região do Cabuçu. O encontro foi organizado pela Comissão Técnica de Meio Ambiente da Casa de Leis, presidida pelo vereador Wesley Casa Forte (PSB).

Durante o encontro eles esclareceram que todos os cuidados serão feitos para que não haja nenhum risco ambiental, respeitando os limites da ampliação da área e dentro das exigências legais.

De acordo com o engenheiro da empresa, Denis Afonso, a ampliação também diz respeito aos resíduos produzidos por Guarulhos. “Não serão depositados somente resíduos de outros municípios, mas os materiais produzidos nos shoppings, supermercados e até do aeroporto já utilizam o nosso aparelho”, disse.

O engenheiro mostrou, ainda, que dentre as normas solicitadas para que a ampliação aconteça, o local ficará a 8,7 km do cone de aproximação do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, que é permitido por lei, além das três camadas de solo compactados de proteção para que não haja prejuízo ao solo do aterro.

Além disso, segundo Afonso, o aterro recolherá de R$ 800 mil a R$ 1 milhão referente a impostos mensais. Outra contrapartida será a plantação de dez vezes mais o número de árvores que atualmente compõem a área e de um número significativo de empregabilidade neste aterro que tem média de 9,7 anos de duração.

Foto: Pedro Lacerda