Casos de dengue na cidade superam 1.270 e aumentam 25% em uma semana

Mordida por um mosquito Aedes. Esta espécie pode transmitir doenças como chikungunya, dengue e zika. Crédito: NIAID
- PUBLICIDADE -
Corrida Folha Metropolitana

Mayara Nascimento

O novo balanço da Secretaria da Saúde divulgado ontem revelou que a cidade já contabiliza 1.274 casos de dengue do começo do ano até agora. Na semana passada os números indicavam 1.015, o que representou um aumento de 25%.

Os bairros com maior incidência da doença continuam sendo os pertencentes às regiões da Cantareira e São João-Bonsucesso, especialmente os bairros Carmela, Ponte Alta, Primavera e Recreio São Jorge, onde foi identificado um caso de dengue tipo 2 nesta semana.

Um morador da cidade que não quis se identificar, informou que na rua Conde Francisco Matarazzo, 39, Jardim Zaira, uma construção embargada tem água empossada e pode se tornar um foco de dengue. A Secretaria de Saúde informou que alguns pontos estratégicos de construções abandonadas e embargadas na cidade são vistoriados constantemente.

A pasta esclareceu ainda que todas as denúncias sobre focos do Aedes aegypti devem ser formalizadas na Rede Fácil de atendimento ao cidadão, seja presencialmente, ou pela internet: www.guarulhos.sp.gov.br, acessando na parte inferior da tela o link Portal de Serviços e, na sequência: 1. Guia de Serviços, 2. Vigilância em Saúde, 3.Denúncia e Fiscalização e, por fim, 4. Criadouros do Mosquito Aedes aegypti.

Imagem: NIAID

- PUBLICIDADE -