CAF aprova empréstimo de R$ 516 milhões, que permitirá a Guarulhos implantar projeto Baquirivu

O Banco de Desenvolvimento da América Latina aprovou nesta terça-feira (7) empréstimo no valor de 96 milhões de dólares (aproximadamente R$ 516 milhões) para o Programa de Macrodrenagem e Controle de Inundações do Rio Baquirivu-Guaçu, que irá melhorar os sistemas de drenagem e a mobilidade urbana no município de Guarulhos, o que inclui uma série de obras viárias, urbanísticas e habitacionais. O empréstimo é resultado de tratativas do prefeito Guti, capitaneadas pelos secretários de Governo e Obras, Edmilson Americano e Marco Antonio Guimarães, respectivamente, junto aos representantes da Corporação Andina do Fomento (CAF), que visitaram a cidade em março deste ano. Agora, para assinatura do contrato, falta a aprovação da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Posteriormente, a operação deverá ser aprovada pelo Senado.

Para o prefeito Guti, o programa de macrodrenagem do Rio Baquirivu-Guaçu será uma das maiores realizações do seu governo. “Esse projeto irá beneficiar mais de 300 mil pessoas diretamente e a população de toda a cidade indiretamente. É um marco para o município”, ressaltou. Americano lembra que se trata de um dos maiores avanços urbanísticos de Guarulhos nas últimas décadas. “Resgatamos um projeto que foi abandonado pelo Governo do Estado há alguns anos para garantir maior qualidade de vida para boa parte de nossa população”, disse. 

O programa de macrodrenagem de Guarulhos beneficiará 326.799 moradores dos bairros Bonsucesso, Taboão, Jardim São João, Jardim Presidente Dutra, Parque Cecap, Lavras, Sadokim, Várzea do Palácio e Cidade Aracília, e indiretamente 1.379.182 habitantes. Os recursos da CAF são para obras de canalização aberta ao longo do rio Baquirivu-Guaçu, expansão de pontes, construção de reservatórios de água, parques, quadras poliesportivas, ciclovias e corredores rodoviários, entre outros.

O secretário de Obras, Marco Antonio Guimarães, fez questão de salientar a importância da obra para o cotidiano dos guarulhenses. “As obras no Baquirivu vão minimizar em mais de 60% os problemas de enchentes em Guarulhos. Isso é um pedido antigo da população, que finalmente poderá viver mais tranquila e segura”, afirmou.

O projeto conta ainda com a adequação do corredor viário da rua Jamil João Zarif em uma extensão de 3,5 km e do corredor de ônibus da avenida Natalia Zarif, com 4 km. Haverá também a implantação do loteamento Ponte Alta II numa área de 230 mil m² com 345 lotes residenciais, além de prédios com 378 apartamentos, áreas verdes, implantação de Ponto de Entrega Voluntária (PEV/LEV), unidade de pronto-atendimento (UPA), escola, quadra, área comercial e toda a infraestrutura com arruamento, pavimentação, drenagem, calçada etc.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos