Brotas tem o maior número de empresas turísticas em atividade na história

Em plena curva ascendente, Brotas vive o seu melhor momento para a atividade do turismo. Em 2021, a preferência do visitante por destinos domésticos e que ofereçam atividades ao ar livre, a oferta de estrutura e a organização do setor, mantêm o empreendedorismo aquecido na estância, que chega ao maior número de empresas turísticas ativas em toda a sua história.

Dados do inventário do turismo apontam que hoje são 221 empresas no município neste ramo. Destas, 57 são de hospedagem e 80 de alimentação. Agências de turismo receptivo, de emissivo, operadoras, parques, atrativos naturais e culturais somam 84 empresas.

Comparado ao perfil empresarial da cidade, detalhado na base de dados do Sebrae, o comércio e o setor de serviços correspondem a 56% dos negócios em Brotas, com 1.738 empresas – o enquadramento destas atividades representa 72% dos empreendimentos em atividade nos municípios que integram a regional do Sebrae São Carlos. O agronegócio, na segunda posição, totaliza 955 empresas (31%).

Demanda aquecida

Termômetro da movimentação da cadeia turística em Brotas, a emissão do voucher turístico apresenta aumento de 14%, conforme balanço de janeiro a maio de 2021, na comparação com igual período do ano passado. Neste ano, foram 65.242 pulseiras emitidas, que dão acesso às atividades cadastradas pela Secretaria de Turismo, ante 57 mil, nos cinco primeiros meses de 2020.

“O turista está cada vez mais necessitado de ter experiências de contato com o ecoturismo e aventura. Rafting, tirolesa, arvorismo e boia cross, além das visitas às cachoeiras e ecoparques, são as principais demandas do visitante. E toda esta movimentação preenche também outros setores, como hotelaria, alimentos e bebidas e o comércio varejista”, afirma Fabio Pontes, secretário de Turismo de Brotas.

Investimentos

No cenário de aquecimento, Brotas também é um canteiro de obras em empresas do setor. Seja por obras de ampliação dos atrativos, até novos negócios, os investimentos do setor privado neste ano totalizam R$ 27 milhões.

No setor público, além da readequação de espaços de receptivo ao turista, são feitos investimentos na BRO 040, a rodovia Benedito Pinto dos Santos, acesso municipal que interliga Brotas ao distrito de Patrimônio, onde estão concentradas as cachoeiras e ecoparques. 

“Brotas é um dos destinos de natureza mais desejados pelo turista do estado de São Paulo, constatado em estudos do governo paulista. Oferecer uma experiência condizente com as expectativas do visitante exige serviço qualificado e infraestrutura. Além disso, investimos também na modernização do setor, no ambiente das cidades digitais”, conclui Fabio.