Brasil tem redução de 574,38 mil linhas de telefonia móvel

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou um total de 235.655.505 linhas móveis em fevereiro de 2018. Em relação ao mês anterior o serviço móvel pessoal apresentou uma queda de linhas 574.379 (-0,24%). Em comparação ao ano passado, fevereiro de 2017, houve uma redução de -7.263.466 linhas de telefonia móvel (-2,99 %).

Do total de linhas móveis do país, 146.041.021 são pré-pagas e 89.614.484 são pós-pagas. No mês de fevereiro de 2018, quando comparado ao mês anterior, as linhas móveis pré-pagas apresentaram queda de 1.402.445 unidades (-0,95 %) e as pós-pagas crescimento de 828.066 (+0,93%). Em 12 meses, o pré-pago registrou diminuição de -16.767.728 linhas (-10,30%) e o pós-pago aumento de 9.504.262 linhas (+11,86%).

Na comparação com janeiro de 2018, foi registrado crescimento das linhas 4G de 2.072.500 unidades (+ 1,96 %), em fevereiro, e também houve aumento da tecnologia utilizada em aplicações Machine to Machine (M2M), como telealarmes, automação residencial e rastreamento de automóveis,  com mais 277.233 linhas. As outras tecnologias: CDMA (2G), GSM (2G), Dados banda larga (3G) e WCDMA (3G) apresentaram redução.

Em 12 meses, três estados apresentaram crescimento nas linhas móveis: São Paulo com adição de 232.965 linhas (+0,38 %), Amazonas com aumento de 32.233 linhas (+0,93%), e Roraima com acréscimo de 7.148 linhas (+1,49%). Os demais apresentaram redução.

Foto: Marcos Santos/USP