Bolsonaro deve acompanhar partida da missão de ajuda ao Líbano em Guarulhos

RJ - BOLSONARO/TEMER/BEIRUTE/EXPLOSÃO/ARQUIVO - POLÍTICA - O então presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB)(e), e o presidente eleito Jair Bolsonaro durante cerimônia de batismo e lançamento ao mar do Submarino Riachuelo realizada no Estaleiro e Base Naval (EBN), em Itaguaí, na zona rural do Rio de Janeiro, em foto de 14 de dezembro de 2018. Bolsonaro anunciou neste domingo, 9 de agosto de 2020, o envio de uma ajuda humanitária e técnica ao Líbano para auxiliar no combate às consequências da explosão na região portuária de Beirute, que matou mais de 100 pessoas e espalhou destruição por quilômetros. Ele também anunciou que convidou Temer, que é filho de libaneses, para chefiar a missão brasileira ao país árabe. 14/12/2018 - Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro deve viajar amanhã para Guarulhos para acompanhar a partida da comitiva brasileira em missão ao Líbano. A informação é do portal de notícias UOL. A capital do país árabe, Beirute, foi atingida por uma forte explosão na semana passada, que deixou mais de 150 mortos e 3 mil feridos.

O avião partirá da Base Aérea de São Paulo (Basp) em Guarulhos com medicamentos e insumos básicos de saúde, reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil. A lista da comitiva é capitaneada pelo ex-presidente da República, Michel Temer, de família libanesa. Também integrará o grupo o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf.

De acordo com o decreto publicado no Diário Oficial da União, a missão brasileira em Beirute se dará no período de quarta-feira (12) a sábado (15). O envio da comitiva ao Líbano foi anunciado no domingo (09) por Bolsonaro que afirmou que o objetivo da “equipe técnica multidisciplinar” é “colaborar na realização da perícia da explosão”.