Bicampeã! França supera Croácia na final e fatura seu segundo título de Copa do Mundo

RUS - FRANCA-CROACIA - ESPORTES - Jogadores da França comemoram o título da Copa do Mundo de 2018 após a vitória por 4 a 2 diante da Croácia, no Estádio Luzhniki, em Moscou, na Rússia, neste domingo (15). 15/07/2018 - Foto: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Pedro Lacerda

Confirmando o favoritismo ao qual entrou em campo na final deste domingo (15), a França quebrou um jejum de 20 anos desde seu primeiro título em Copas do Mundo no ano de 1998 e sagrou-se bicampeã mundial ao vencer a forte Croácia por 4 a 2, em Moscou, na vigésima primeira edição do maior torneio de seleções do planeta.

Nas quatro linhas, o que se viu foi uma seleção croata superior à França no primeiro tempo, porém foram os Les Bleus que abriram o placar aos 18 da etapa inicial com um gol contra do artilheiro Mario Mandzukic, em uma infelicidade ao desviar de cabeça contra a própria meta. Os croatas empataram dez minutos depois com um belo gol de Perisic – destaque da seleção quadriculada nesta Copa do Mundo -, porém sofreram o segundo com a assinalação de um pênalti convertido por Antoine Griezmann, aos 38 minutos.

Precisando igualar o marcador, a Croácia tentou o empate, porém viu, na etapa complementar, os craques franceses Paul Pogba e Kylian Mbappé marcarem dois lindos gols e abrirem vantagem elástica por 4 a 1 no placar. Com uma situação praticamente irreversível, os comandados de Zlatko Dalic pressionaram e ainda conseguiram diminuir a diferença, após falha bisonha do goleiro Lloris que tentou sair jogando com os pés, mas a entregou de bandeja para o matador Mandzukic esticar a perna e assinalar o segundo croata. Entretanto, o esforço da Croácia – cuja campanha é a melhor de toda a história do País – foi em vão e a França, após 20 anos de sua primeira conquista em solo nacional, voltou a sentir o gosto de estar no topo do futebol mundial.

A campanha, o destaque e as curiosidades

Com uma campanha discreta, porém marcada pelo belo futebol apresentado pelos azuis, a França venceu a Austrália e o Peru e empatou com a Dinamarca. Nas oitavas, superou a forte seleção argentina e nas quartas enfrentou outro sul-americano, o Uruguai. Após vencer os uruguaios por 2 a 0, a França enfrentou a melhor geração belga da história e credenciou-se para sua terceira disputa em finais de Copa do Mundo. Venceu duas (1998 e 2018) e foi vice-campeã em 2006. O destaque vai para Kylian Mbappé, eleito a revelação do mundial e, com o gol marcado contra a Croácia, tornou-se junto com Pelé, o jogador mais jovem a balançar o barbante em uma final de Copa, com 18 anos.

Imagem: Thiago Bernades/Estadão