Banco de Alimentos arrecadou mais de 111 toneladas no primeiro semestre de 2022


O Banco de Alimentos de Guarulhos arrecadou, de janeiro a junho deste ano, 111.724 quilos de alimentos, que foram distribuídos entre 29 instituições cadastradas e que atendem em média mil famílias por mês, além de três restaurantes populares, dois centros de acolhimento para pessoas em situação de rua, 12 unidades do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e o consultório de rua. O mês com maior número de alimentos arrecadados e distribuídos foi fevereiro, com 46,5 mil quilos, seguido de março, com 17 mil, e junho com 16 mil. 

“Os números da fome no Brasil revelam a urgência da mobilização e do fortalecimento de políticas de segurança alimentar e nutricional em cada município. Aqui em Guarulhos, com o banco, captamos alimentos que não estão em condição de prateleira nos supermercados, mas que estão dentro da validade e podem ser consumidos, triamos e direcionamos para as instituições e equipamentos que atendem pessoas em vulnerabilidade social e insegurança alimentar, evitando assim seu desperdício e minimizando a fome”, afirma Emilly Sêna, chefe da Divisão de Segurança Alimentar da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social.

O Banco de Alimentos conta com as doações de diversas redes de supermercados de Guarulhos e São Paulo, por meio das quais são obtidos alimentos perecíveis e não perecíveis. Pessoas físicas também podem doar. Basta entrar em contato com o órgão pelos telefones 2472-5171 / 5186 / 5191.

Fluxo de trabalho

A retirada da doação é feita pelo próprio Banco de Alimentos na instituição parceira, podendo ser supermercado, empresa ou indústria. Quando essas doações chegam ao banco as equipes operacionais realizam uma triagem específica, verificando o estado dos alimentos e a validade. Após isso acontece a separação e os produtos são enviados para seus destinos.

- PUBLICIDADE -