Às vésperas dos 90 anos, Fernanda Montenegro ganha fotobiografia

Da Redação

Nos últimos anos, Fernanda Montenegro tem feito um mergulho induzido em suas memórias. Além de uma autobiografia ainda em construção, a atriz, de 88 anos, passou oito anos dedicada a um livro que recupera sua trajetória de vida e carreira com um rico material fotográfico, incluindo fotos inéditas, além de documentos e artigos.

Sob o apropriado título de Fernanda Montenegro – Itinerário Fotobiográfico, a publicação, com 669 fotos e 500 páginas, será lançada primeiro na Flip, no dia 27 de julho. Nesse revirar de baús, inevitavelmente, muitas lembranças especiais voltaram fortes. “Quando você vê uma foto, vem aquele elenco inteiro, aquela época, vem os teatros por onde a gente andou, as excursões que fizemos pelo Brasil, e, nessa altura da minha vida, quantos já se foram”, diz Fernanda, ao jornal O Estado de S. Paulo, em tom meio saudoso.

É como se pequenos filmes de uma vida pública de 70 anos passassem pela sua cabeça. Apesar dos grandes papéis na TV – ela acabou de viver Mercedes na novela O Outro Lado do Paraíso – e no cinema, foi no teatro que Fernanda se fez como atriz. E, no palco, conheceu o grande amor de sua vida, o ator Fernando Torres, com quem se casou e teve dois filhos, a atriz e escritora Fernanda Torres e o diretor Claudio Torres.

No livro, há um capítulo dedicado a seu companheiro de vida. Lá estão a declaração de amor de Fernanda a ele, as fotos dos trabalhos juntos, de viagens, de cumplicidade, e os bilhetinhos que ele escrevia para a amada, até o fim de sua vida. Ele morreu em 2008. Fernanda lembra do encontro dos dois, em dezembro de 1950, no espetáculo Alegres Canções nas Montanhas. “Mas a gente se cruzava antes na Cinelândia, que era o centro cultural do Rio na época”, conta. Aliás, essa peça marcou a estreia profissional de Fernanda como atriz.

Foto: EDUARDO NICOLAU/ESTADÃO