Alunos do Eniac conquistam resultado histórico na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Alunos do Colégio ENIAC conquistaram um resultado histórico na última edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), realizada em maio deste ano. De acordo com o ranking divulgado agora, em agosto, dos 60 alunos da instituição que participaram da competição, 18 ganharam medalhas, sendo cinco de ouro, 10 de prata e três de bronze. Esse foi o melhor resultado alcançado pelos estudantes do ENIAC nas 24 edições do evento.

A OBA foi disputada por alunos de todo o país – na penúltima edição, a competição contou com 700 mil participantes – nos formatos online e presencial, sendo que, nesta última modalidade, os estudantes realizaram o teste na instituição em que estavam matriculados.

A prova foi dividida em quatro níveis: nível 1 (aplicada a alunos do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental), nível 2 (4º e 5º anos do Ensino Fundamental), nível 3 (6º ao 9º ano do Ensino Fundamental) e nível 4 (alunos do Ensino Médio).

Além disso, o exame foi composto por 10 questões – sete de Astronomia e três de Astronáutica, com conteúdo abordado pela maioria dos livros didáticos de Ensino Fundamental e Médio no Brasil.

Uma das responsáveis pela preparação dos estudantes do ENIAC para a Olimpíada, ao lado dos professores Manoel Denis e Vinício Martini, a professora Callinca Vilhena, que deu aulas aos alunos do 1º ao 8º ano da instituição, afirmou que os resultados positivos foram frutos do método assertivo adotado pelo colégio.

“Ministramos aulas semanais com foco específico na OBA. Começamos a nos preparar antecipadamente. O tempo de treinamento é crucial. Quanto maior o tempo de dedicação, melhor o resultado”, disse a professora. “Eu fiquei muito feliz com o desempenho dos estudantes do ENIAC, pois eu motivo os alunos diariamente para a participação de olimpíadas científicas. E deixo bem claro: ‘Vocês têm muitas opções. Basta escolher e se dedicar’”, completou Callinca. 

Tarsila do Nascimento, medalha de ouro

Aluna do Colégio ENIAC há um ano e sete meses, Tarsila do Nascimento, de 12 anos, cursa o 7° ano do Ensino Fundamental e foi uma das cinco medalhistas de ouro da instituição na OBA.

A estudante afirmou que o incentivo do colégio foi essencial para ter este ótimo desempenho, que nem ela mesma esperava. Além disso, a aluna também destacou que se sentiu tranquila durante o teste, pois não havia tanta pressão em relação à nota.

“Algumas questões foram bem desafiadoras, porém a maioria estava relacionada com o conteúdo indicado e estudado com a professora durante as aulas preparatórias à Olimpíada”, pontuou Tarsila.

Depois que soube a sua nota (8,80 – de 0 a 10), a aluna, então, disse que ficou contente e surpresa ao mesmo tempo. “Fiquei feliz, pois sabia que havia acertado mais da metade da prova. No entanto, não tinha certeza se a nota seria suficiente para uma medalha”, concluiu.

O professor Ruy Guérios, mantenedor do Grupo ENIAC, destacou que as 18 medalhas conquistadas na OBA possuem um simbolismo maior do que a própria premiação. “A performance dos nossos estudantes, graças aos esforços deles e dos nossos mestres, mostra que o Colégio ENIAC está no caminho certo. Continuamos formando cidadãos e profissionais de excelência para a sociedade. Parabéns aos professores Callinca, Manoel e Vinício, e a todos os alunos que representaram a nossa instituição tão bem na Olimpíada, medalhistas ou não”, completou.

Prévia para Seletiva Internacional

Depois dos resultados expressivos na OBA, seis alunos do ENIAC vão participar de uma prévia que definirá se estarão aptos a ingressarem em uma Seletiva Internacional. Os estudantes são: 

Sabrina Aparecida Gonçalves – 9º ano do Ensino Fundamental;

Felipe Augusto Gonçalves –  1º ano do Ensino Fundamental; 

Eric Hiroyuki Nakata – 3º ano do Ensino Fundamental;

Gabrielle Silva Cunha –  3º ano do Ensino Fundamental;

Pedro Henrique Padovani Bensone – 3º ano do Ensino Fundamental;

e Victor Antônio Vaz Bueno – 3º ano do Ensino Fundamental. 

“Quanto à continuidade da Seletiva Internacional, serão três provas online. Depois destes três testes, os 200 primeiros alunos de todo o Brasil farão outra prova para selecionar os aptos a participarem dos treinamentos para a Seletiva. Tal seleção está programada para ser realizada em Barra do Piraí (RJ). Isso se as condições sanitárias permitirem”, disse o professor Vinício Martini.

- PUBLICIDADE -