Alunos com deficiência visual passam por treinamento em garagem de ônibus


Três alunos com deficiência visual do projeto Práticas Educativas para Inclusão Social (Peis) da Prefeitura de Guarulhos visitaram nesta sexta-feira (22) a garagem de ônibus da empresa Vila Galvão, no Jardim Santa Francisca. A ação, que faz parte do treinamento para uso da bengala e deslocamento pela cidade, possibilita aos participantes o conhecimento dos componentes da parte interna do ônibus, como os assentos reservados, a catraca, o validador, as barras onduladas que indicam o assento reservado, a plataforma elevatória, as saídas de emergência, entre outros.

Portador de uma doença degenerativa da mácula desde o nascimento, a retinose pigmentar, Carlos Magno Dias de Oliveira, 39 anos, foi progressivamente perdendo a visão. Ele está em treinamento para o uso da bengala. “A aula do projeto nos dá autonomia e assim deixamos de ser dependentes. Estou desenvolvendo o andar sozinho. Ainda não uso ônibus desacompanhado e esta atividade possibilita conhecer melhor o transporte, seu design e me acostumar. Isso vai me deixar mais preparado para a rua, com mais técnica e segurança”, disse Oliveira.

“Os alunos nesta atividade podem sentir cada detalhe do veículo para que tenham mais mobilidade e adquiram mais independência ao andar pela cidade”, afirmou o subsecretário de Acessibilidade e Inclusão, Gilberto Penido, que acompanhou o grupo.

O gerente operacional da empresa Vila Galvão, Alessandro de Oliveira Silva, disse que os veículos são adaptados para pessoas com mobilidade reduzida. “Nossa frota é cem por cento acessível e é muito importante saber o universo do outro, colocar-se no lugar dele e ter empatia. A empresa está aqui para incluir”, destacou Silva.

O Peis é uma iniciativa desenvolvida pela Subsecretaria de Acessibilidade e Inclusão, integrante da Secretaria de Direitos Humanos de Guarulhos.

- PUBLICIDADE -