Acordo entre Prefeitura e MP evita desocupação de área onde vivem quatro mil famílias

Da Redação
Cerca de quatro mil famílias que vivem numa área na região de Cumbica, que vivem na iminência em deixar o local por ocuparem irregularmente uma área de risco, tiveram uma ótima notícia nesta segunda-feira (23). Um acordo firmado pela Prefeitura de Guarulhos com o Ministério Público Estadual garante o cadastramento das pessoas que vivem no terreno, para que sejam inseridas em programas habitacionais desenvolvidos pelo Município.

O prefeito Guti, ao lado do secretário de Habitação Fernando Evans, comprometeu-se em realizar o congelamento da área para contemplar as famílias que já vivem no local, sem a necessidade de retirá-las. O município terá o prazo de 90 dias, a iniciar-se no próximo dia 30, para realizar o cadastramento das famílias que serão beneficiadas com projetos habitacionais nos próximos anos.
Segundo representantes dos moradores, eles têm ciência de que a área onde vivem é de risco e que foi ocupada indevidamente. Eles relataram que – em períodos de chuvas – enfrentam problemas com o transbordamento do córrego Popuca que passa pela área, que fica entre as avenidas Itaberito e Cataguases e ruas Vital Brasil e Damalau. Mesmo assim, a população que vive ali prefere essa solução do que ser retirada da área.