Da minha parte está definido, diz Bolsonaro sobre Eduardo virar embaixador

Da minha parte está definido, diz Bolsonaro sobre Eduardo virar embaixador

Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que, da sua parte, “está definido” que filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) será indicado embaixador do Brasil em Washington. O presidente destacou, no entanto, que ainda faltam algumas etapas antes de oficializar a indicação.

Durante a posse do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, Bolsonaro afirmou que, “se Deus quiser”, Eduardo vai ser embaixador “na maior potência do mundo”. Caso Bolsonaro formalize a indicação, a nomeação terá que ser validada pela Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado.

Após o evento, Bolsonaro disse que Eduardo já tem vontade de morar nos Estados Unidos “há muito tempo”, mas que pediu para que ele ficasse no Brasil. Também comentou que o deputado “está tendo a chance de voltar” para os EUA, embora a indicação para assumir a embaixada não tenha sido formalizada.

De acordo com ele, faltam algumas questões técnicas para que a indicação seja formalizada. “Tem um caminho grande pela frente. Há um termo técnico com os Estados Unidos para ver se eles têm algo contra, tem que falar com o Parlamento”, afirmou.

Trump

No último sábado (13), Bolsonaro postou em seu Twitter um vídeo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiando o deputado Eduardo Bolsonaro. “Vejo aqui na audiência o filho do presidente, que tem sido fantástico”, afirmou Trump, ao ser questionado por uma jornalista sobre a crise na Venezuela e a possibilidade de intervenção militar no país durante coletiva de imprensa na Casa Braça, em março.

Trump pede que Eduardo Bolsonaro se levante e diz: “O trabalho que você fez durante tempos difíceis foi simplesmente fantástico E sei que seu pai é grato por isso, posso te garantir. Muito obrigado.” As declarações de Trump foram feitas durante a visita oficial de Bolsonaro em Washington, em março deste ano. “Donald Trump e o deputado Eduardo Bolsonaro”, escreveu o presidente brasileiro em seu Twitter neste sábado, que faz ainda dois questionamentos: “de 2003 para cá você sabe quem foram nossos embaixadores em Washington? Nesse período como foram nossas relações com os Estados Unidos?”

Imagem: Renato Costa/Estadão

Deixe seu Comentário