Coluna Livre Hermano Henning

Coluna Livre Hermano Henning

Soube agora que o maior buraco no asfalto das ruas de Guarulhos mede cem metros quadrados. É do tamanho de um apartamento de uma família classe média da cidade. Ele é um dos 14 mil buracos cadastrados em todo Município. A maior concentração deles está no bairro de Bonsucesso, na ligação com os Pimentas. Na verdade, são 13.836. É claro que me espantei com a informação. Não só pelo tamanho gigantesco da cratera, pensando bem dá para engolir um caminhão, mas também pelo número exato desses buracos. Todos catalogados!

A informação foi dada pelo presidente da empresa que está realizando um mutirão para tapar as 13.836 “panelas”, nome que os engenheiros dão para as depressões provocadas pelo desgaste natural do pavimento. O número foi arredondado para 14 mil. A empresa é a Proguaru, Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S.A.

A bem da verdade, nem todos esses buracos podem ser chamados de “panelas”. Pelo menos cinco por cento deles são rachaduras no asfalto. Outro tanto são “valas” – outra designação usada por trabalhadores da Proguaru – deixadas pela companhia de distribuição de água, o Saae ou agora a Sabesp. Assim, oitenta por cento dos estragos no asfalto são representados pelos buracos, propriamente dito. “Buracos escancarados”, no linguajar do presidente da Proguaru, o engenheiro Francisco Carone.

Na internet

Essa questão deu o que falar no fim de semana nas redes sociais. Apareceu um vídeo mostrando operários fazendo o remendo onde não havia buraco algum. As imagens deixaram internautas indignados.

Eram frestas no asfalto, explicaram os engenheiros, “prontas para se abrirem diante da primeira chuva”. Elas se transformam em buracos rapidinho e representam, como já disse, cinco por cento do trabalho das 15 equipes espalhadas pelo Município.

E sobre a cratera de cem metros quadrados, uma explicação obrigatória: era na verdade uma sequência de buracos que pareciam pequenos, mas à medida que foram abertos começaram a descortinar uma imensa depressão. Um buraco tão grande que cabia um caminhão…

Astrólogo

Essa guerra só prejudica o país. Não há nela nada que possa ser aproveitado. A não ser a que mostra quão indecente e estúpido é esse tal de Olavo de Carvalho. Dizem que ele foi bom astrólogo. Pode ser. Entre as besteiras ditas para atingir o vice Hamilton Mourão, soltou uma digna da sua estupidez: foram os militares que criaram o PT e quem deu o golpe de 64, foram os civis, Adhemar de Barros e Carlos Lacerda.

Deixe seu Comentário