Direto e Reto com Roberto Samuel

Direto e Reto com Roberto Samuel

De mãos dadas

Na tarde deste domingo, a vereadora Sandra (PSL) e seu esposo, o agora ex-deputado Gileno Gomes (PROS), prestigiaram a semifinal da Copa Barbosa de Futebol no estádio Cicero Miranda, na Vila Galvão. Bem falante, Gileno frisa que, embora não tenha sido reeleito, ele não está “morto” politicamente. Está firme e forte.

Casal símbolo da cidade!

Enquanto o jogo rolava no campo, em uma roda de amigos, Gileno comentou sobre a possibilidade de sua esposa, Sandra disputar mais uma eleição em 2020 e ele sair candidato a vice-prefeito ou até a prefeito. Ele não falou em qual partido sairia. Atualmente ele preside o PROS em Guarulhos.

Hamam e Tom

O secretário de Esporte, Rogerio Hamam, também marcou presença na final da Copa Barbosa e já pensa em outras competições. O professor Tom, atual diretor de esportes explicou que nesta copa participaram as equipes da divisão Ouro e divisão Prata, totalizando 44 clubes. Na próxima Copa, também participará a divisão Bronze com 72 equipes já inscritas.

Inconstitucionalissimamente

A apresentação de projetos de lei inconstitucionais na Câmara da cidade pelos vereadores tem preocupado bastante o líder do Governo, vereador Eduardo Carneiro (PSB), pois a equipe técnica/jurídica do governo invariavelmente proporá vetar o projeto. Quando o projeto volta à Câmara, os parlamentares pedirão a derrubada do veto, ocasionando, segundo Carneiro, um desgaste desnecessário. A saída seria uma indicação.

De mão cheia

De mansinho os partidos políticos de Guarulhos estão se articulando: os tucanos estão mudando de penas. Quando isso ocorre eles ficam mudos, sem cantar. Toninho Magalhaes, ex-vereador, saiu da presidência estadual do PTC, mas manteve a presidência municipal e continua membro do PTC nacional. O Podemos encampou o PHS, o PSDC virou DC e por aí vai.

Preparando o ninho

No dia 14 de abril deve ser realizada as eleições internas do PSDB de Guarulhos. O plenário da Câmara deve ser requisitado para o evento dos Tucanos. Extraoficialmente existem dois nomes disputando a cadeira de presidente: o vereador Lauri Rocha e o empresário João Thomaz. Apesar das apostas contrárias, o barco tem seguido o caminho da democracia.

Escassez de legenda

Segundo o presidente municipal do PPS, Rabih Khalil, quem teve mais de 3000 votos nas últimas eleições e está sem partido, terá sérias dificuldades para arrumar um cantinho em uma legenda. O PPS, por exemplo, tem como plano abrigar candidatos que obtiveram no máximo 2500 votos nas últimas eleições. Rabih destaca que em 2016 ele era presidente do PMDB e seu grupo conquistou duas cadeiras, elegendo Carol Ribeiro com pouco mais de 2200 votos.

Lá vem o trem!

Ah! Raul Seixas será um nome muito lembrado. O sujeito profetizou; muitas coisas já aconteceram, outras virão com o trem! Quem vai chorar, quem vai sorrir. Quem vai entrar?

Deixe seu Comentário