Taboão sofre com lixeiras quebradas e falta de iluminação

Taboão sofre com lixeiras quebradas e falta de iluminação

Mayara Nascimento

A praça Oito de Dezembro, no Taboão, possui quatro lixeiras quebradas. Em algumas ainda é possível realizar descarte, porém se enchem rapidamente e a sujeira volta a se espalhar pelo chão da praça, pelas raízes das árvores e pelo mato alto.

“Não é algo recente. No ano passado fotografei e denunciei as lixeiras quebradas, mas nada mudou”, contou Camila Borges, 22, estudante.

Toda semana aparece um novo buraco no asfalto da praça devido a grande circulação de ônibus e caminhões. Apesar dos buracos serem tapado, o asfalto acaba cedendo em pouco tempo com o peso dos veículos.

A região ainda enfrenta problemas com a falta de iluminação pública, principalmente na avenida Natalia Zarif no sentido bairro. “Tem muita gente que trabalha no aeroporto e passa pelo Terminal Taboão. É muito escuro e perigoso. A única fonte de luz é de uma empresa da rua”, afirmou.

O mato próximo à ponte do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo também está alto. “Às vezes eles cortam, mas não recolhem o mato, deixam tudo no canteiro central da avenida”, completou.

A Secretaria de Serviços Públicos da prefeitura informou que as quatro lixeiras danificadas foram substituídas ontem. Quanto à iluminação, será enviada equipe para vistoria no local. Informaram ainda que a jardinagem da praça foi realizada pela Secretaria de Meio Ambiente há cerca de um mês.

A Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A (Proguaru), por meio do Centro Operacional Taboão, informou que realiza a limpeza da praça todas as segundas, quartas e sextas-feiras. A ação será reforçada pela empresa.

Imagem: Divulgação

Deixe seu Comentário