Direto e Reto com Roberto Samuel

Direto e Reto com Roberto Samuel

Sem taquicardia

Apesar do orçamento bem curto, a secretária do Trabalho, Telma Cardia, está contente com o trabalho desenvolvido em 2018. O número de vagas de emprego disponibilizada pela pasta aumentou neste ano.

Sem Franja

O empresário tucano João Thomaz já está se articulando para lançar seu nome como candidato a presidente do PSDB. Embora a escolha deve ser realizada somente no meio de 2019, Thomaz entende que já está na hora de iniciar os trabalhos de convencimentos dos filiados. Ele diz que está careca de saber como é difícil a disputa.

Chapa única

Na visão do experiente vereador Geraldo Celestino, para os tucanos seria mais interessante uma chapa única sem o desgaste de uma disputa interna. Para Celestino o PSDB já perdeu muita coisa devido à falta de união. A convenção está marcada para ocorrer no dia 19 de abril.

Kubo mágico

As conversas bem produtivas sobre o Regime Jurídico Único (RJU) entre sindicato dos servidores, Pedro Zanotti, Governo, Adam Kubo e as associações de servidores, mostram que esse projeto de lei é bem melhor do que o produzido pelo governo anterior.

Jesus e os apóstolos

Componentes da nova Mesa da Câmara Municipal praticamente 100% definida. Vereadores Jesus, presidente,Eduardo Carneiro, primeiro vice, Eduardo Barreto segundo vice. A vereadora Carol Ribeiro também fará parte da nova Mesa.

Contando com a margem de erro

Muitos votos foram conquistados pelo vereador Jesus há mais de um ano. Hoje estariam na casa dos 24 votos, para ser eleito presidente do Legislativo são necessários 18 votos, ou seja: maioria absoluta.

Na Semi

A oposição segue com o vereador petista Marcelo Seminaldo. “Pelo menos desta vez eu tenho certeza que pelo menos receberei 7 votos”. Seminaldo descarta que Jesus já teria 24 votosc onquistados, mas admite que ele já possuiu o suficiente para sentar na cadeira de presidente.

Bem Candido

Luiz Fanganiello deixou a executiva do Partido verde no dia 29 de novembro de 2018 junto com toda o grupo que comandava o partido. Fanganiello desejou sorte aos novos dirigentes. Outros partidos já estão de olho nele, e ele reitera: “Estou com Guti, se me quiserem terão que respeitar minhas posições políticas”, afirmou Fanganiello.

Deixe seu Comentário