Morador da Vila Augusta teme que árvores caiam em sua residência desde 2016

Morador da Vila Augusta teme que árvores caiam em sua residência desde 2016

Lucy Tamborino

Pelo menos três árvores da Praça Padre José de Anchieta, localizada na rua Antonieta Aguirre de Moraes Barros, na Vila Augusta, estão cedendo desde 2016 e podem cair em uma casa. O problema não se limita só as árvores, a praça está abandonada segundo moradores.

“Quando chove e venta eu começo a rezar”, lamenta o comerciante Sergio Tadeu Gomes Vial, de 59 anos. Ele conta que uma árvore já caiu em frente ao seu quintal e teme que as outras três possam cair, mas dessa vez atingir sua residência.

Segundo o morador, uma equipe foi até o local podar a árvore no dia 18 de outubro deste ano, porém nada foi feito, já que a rua é estreita e seria necessária uma equipe de trânsito para acompanhar o processo. Desde então, nenhuma medida foi tomada.

A Secretaria de Meio Ambiente informou que a poda das árvores do local mencionado foi realizada. Já a zeladoria da praça será realizada pela Proguaru.

Deixe seu Comentário