TSE registra 4.333 urnas trocadas em todo o país

TSE registra 4.333 urnas trocadas em todo o país

Da Redação

O número de urnas que precisaram ser trocadas em todo o país neste segundo turno chegou a 4.333, segundo boletim divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral às 16h40. Os equipamentos que apresentaram defeito foram substituídos.

A quantidade de urnas trocadas supera a do primeiro turno, quando 2,4 mil equipamentos foram substituídos.

Segundo o tribunal, o número representa 0,83% do total de 454,4 mil urnas utilizadas no pleito de segundo turno deste ano. Em quatro localidades – Cordislândia (MG), Apuí (AM), Saubara (BA) e Magé (RJ) – sessões eleitorais passaram a adotar a votação manual, em cédula de papel.

O TSE também registrou 179 prisões de pessoas que praticaram irregularidades neste domingo, como, por exemplo, a propaganda eleitoral, que é proibida no dia da eleição.

Neste segundo turno, os eleitores de 13 estados e do Distrito Federal vão às urnas para escolher os governadores e vices e o futuro presidente da República. Nos outros 13 estados, as eleições para o governo estadual foram definidas no primeiro turno, e os eleitores vão votar somente para presidente.

Os estados que tiveram o maior número de urnas com defeito foram São Paulo (812), Rio de Janeiro (559), Minas Gerais (493), Paraná (451), Rio Grande do Sul (350), Ceará (250), Bahia (180), Santa Catarina (177) Goiás (162), Pernambuco (124) e Sergipe (109).

O maior número de prisões foi registrado em Minas Gerais (54). No total, 396 ocorrências foram registradas durante a votação em todo o país.

 

Vândalos invadem escola e destroem 10 equipamentos em Sorocaba

Dez das quinze urnas eletrônicas de um posto de votação foram depredadas na madrugada deste domingo, em Sorocaba, interior de São Paulo. O ataque aconteceu na Escola Estadual Humberto de Campos, na região do Cerrado, zona oeste da cidade. Várias salas foram reviradas e, numa delas, os vândalos deixaram um bilhete com os dizeres: “Todos vocês vão pro inferno”.

Os guardas municipais que vigiavam o prédio só perceberam a ação depois que ela tinha acontecido. Conforme o cartório eleitoral, as urnas danificadas foram substituídas antes das 8h e não houve atraso no início da votação. Na escola funciona a 17ª seção da 271ª zona eleitoral, com 3,6 mil eleitores cadastrados. De acordo com a chefe do cartório, Samara Ferreira de Oliveira, o local onde estavam as urnas havia sido vistoriado na manhã de sábado (27).

Imagem: Lucy Tamborino

Deixe seu Comentário