Obras das escolas de lata devem ser entregues até junho do ano que vem

Lucy Tamborino

As obras de pelo menos duas escolas de lata, a EPG Mario Lago, no Parque Primavera, e Jean Piaget, no Taboão, devem ser entregues no primeiro semestre do próximo ano. A informação foi confirma pela prefeitura.

As intervenções estão em fase de adequação de projeto que deve seguir para o Departamento de Licitações e Contratos da prefeitura até o final deste mês para elaboração de edital e licitação. O prazo de execução das obras será de seis meses.

Existe ainda a EPG Doutor Heitor Maurício de Oliveira (Bom Clima), construída com o mesmo material das outras duas. A prefeitura, no entanto, não respondeu sobre a reforma da escola. Em entrevista exclusiva à Folha Metropolitana, em maio, o secretário de Educação, Paulo Cesar Matheus da Silva, informou que o departamento de engenharia estava estudando a melhor maneira de viabilizar a obra no local, pois a localização da escola conferia um grau de complexidade maior.

À época, o secretário ainda criticou as estruturas da escola Jean Piaget, afirmando que era coisa de outro mundo crianças serem obrigadas a descerem uma escadaria imensa de cerca de 70 degraus. Herdadas de gestões anteriores, o problema da estrutura de lata impacta o convívio e desenvolvimento de alunos e professores, já que o material intensifica as temperaturas, no verão o calor é ainda mais intenso, a mesma coisa acontece no frio.