Conferência de Assistência Social em Guarulhos reúne 200 pessoas

Assunto: Conferência da Assistência Social Local:Diocesana Bom Clima, rua Gilberto Dine Data:18.09.2019 Foto:Márcio Lino/PMG

Da Redação

Um público de aproximadamente 200 pessoas participou hoje da 11ª Conferência Municipal de Assistência Social no auditório da Cúria Diocesana de Guarulhos. Promovida pelo Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) com o apoio da prefeitura, o evento discutiu e obteve propostas baseadas em três eixos: financiamento do Sistema Único de Assistência Social (Suas); gestão de serviços, programas, projetos, benefícios e políticas de RH-Suas; e participação e controle social no Suas.

As propostas serão encaminhadas às Conferências Estadual e Nacional paralelas (Conferência Nacional Democrática de Assistência Social – Assistência Social: Direito do Povo com Financiamento Público e Participação Popular), já que o Ministério da Cidadania não irá viabilizá-la.

A abertura oficial contou com a participação da secretária-adjunta de Desenvolvimento e Assistência Social, Claudia Papotto; do secretário de Direitos Humanos, Lameh Smeili; do presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Arnaldo Augusto Ribeiro; do presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/Guarulhos, Marco Paiva; e do representante do Fórum Estadual dos Trabalhadores Suas São Paulo, Allan Carvalho.

O presidente do CMAS explicou a importância do evento. “Mesmo não tendo a Conferência Nacional oficializada pelo governo federal, o município, em apoio à Conferência Estadual e à paralela federal resolveu promover a Conferência Municipal porque Guarulhos não poderia ficar de fora do contexto geral das discussões de políticas públicas. O CMAS é apenas um vetor e a sociedade é que delibera propostas (seis por eixo) hoje. Além disso, escolhe 16 delegados para a etapa estadual”, disse Ribeiro.

Impossibilitado de comparecer à conferência, o secretário de Desenvolvimento e Assistência Social, Alex Viterale, encaminhou um áudio saudando os participantes. “Que as propostas possam ser fomentadas, discutidas e apreciadas para que possamos tentar cada vez mais entregar políticas públicas de qualidade, atingirmos os que de fato precisam e prestar excelente atendimento na ponta, pois os usuários de nosso município precisam do respaldo da assistência social, infelizmente”, afirmou.

Já a secretária-adjunta da pasta, Claudia Papotto, destacou a Conferência Municipal de Assistência Social como um local de discussão de diretrizes e sugestões para melhoria do serviço prestado à população. “É com grande satisfação que participo desta conferência, espaço de debate de onde sairão propostas para defesa do direito das pessoas que utilizam os serviços socioassistenciais, garantindo que as políticas públicas sejam implementadas e consolidadas”, afirmou.

Por sua vez, Lameh abordou a importância da garantia dos direitos humanos. “Passamos por um período muito agitado no país, não só na questão da assistência social, mas também nos direitos humanos. O estado brasileiro, através da prefeitura, governo estadual e governo federal têm obrigação de garantir os direitos fundamentais e constitucionais. A garantia de nossos direitos depende de nossa organização,” disse Lameh.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos