Guarulhos promove capacitação para candidatos a conselheiro tutelar

Guarulhos promove capacitação para candidatos a conselheiro tutelar

Da Redação

Um público de mais de 300 pessoas participou ontem da cerimônia de abertura do curso de formação sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para os 281 candidatos a conselheiro tutelar no mandato 2020/2023. A iniciativa é do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com o apoio da Prefeitura de Guarulhos, e está sendo realizada em três dias consecutivos, até amanhã, das 19h às 22h, no Salão de Artes do Adamastor.

No primeiro dia, a palestra ficou a cargo de Fabiano Moreno e Adilzon Muniz, da subseção Guarulhos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Hoje a palestra será da promotora de Justiça do Ministério Público da Infância e Juventude de Guarulhos, Natalie Anchite. O advogado representante da Comissão Eleitoral do CMDCA, Marlon Lelis, ministrará a palestra de amanhã. Os 281 candidatos participam de uma avaliação diagnóstica no domingo, das 13h às 18h.

A secretária adjunta de Desenvolvimento e Assistência Social, Claudia Papotto, que participou do evento representando a prefeitura, destacou características essenciais para o bom desempenho da função de conselheiro tutelar. “Além da capacitação, é imprescindível o engajamento e a entrega profissional e pessoal à causa. É essencial o amor que cada um imprima na defesa dos direitos e garantias da infância e da juventude, sobretudo pautados pelos princípios da prioridade absoluta e da proteção integral”, afirmou a gestora.

Já o presidente do CMDCA, Everaldo Barboza, considera a capacitação importante para que os candidatos conheçam o ECA e a função que poderão assumir, caso eleitos. “A capacitação é uma fase importantíssima no processo de escolha dos conselheiros tutelares, pois possibilita que todos os candidatos cheguem às ruas com um mínimo de conhecimento técnico sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e a função de conselheiro. Desta forma, poderão atender a população em geral e principalmente as crianças e adolescentes, cidadãos e cidadãs, com mais qualidade caso venham a ser eleitos. O compromisso do CMDCA, da sociedade e do governo deve ser sempre o de primar pela capacitação continuada dos conselheiros tutelares”, comentou Barboza.

Imagem: Nícollas Ornelas/ PMG

Deixe seu Comentário