Coluna Livre com Hermano Henning

Coluna Livre com Hermano Henning

A notícia de ontem foi a de que Lula, na prisão em Curitiba, já está usando aliança de noivado. Alguns seguidores mais chegados dizem que não se trata exatamente de uma aliança e sim “anel de compromisso”.

O ex-presidente, cumprindo pena por corrupção e lavagem de dinheiro numa sala da Polícia Federal, tem recebido visitas constantes da noiva, a socióloga Rosangela da Silva, toda quinta-feira, dia permitido para visitas que costumam durar uma hora.

Numa dessas visitas, Rosangela levou o anel e o deu de presente ao noivo, ao se certificar que a relação entre os dois era pra valer. Segundo relatos das pessoas chegadas, Lula vive momentos muito especiais. Está apaixonado.

A noiva é funcionária da Itaipu Binacional há 16 anos e militante petista. Ninguém ainda revelou a idade dela, mas consta que está por volta dos quarenta anos. Lula tem setenta e três e é viúvo desde 2017, quando a ex-primeira dama Marisa Letícia morreu aos 66 anos em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral, AVC.

Lula lá

Segundo os amigos de ambos, Rosangela já era conhecida e tinha relações de amizade com a família Lula da Silva desde quando o ex-presidente se encontrava em liberdade, antes mesmo de se tornar viúvo. Havia participado das caravanas que o político costumava fazer pelo Brasil.

Embora a divulgação do noivado tenha causado um certo mal-estar junto à burocracia petista, e por extensão à lideranças de esquerda que têm o preso de Curitiba como o “guia de todos nós”, a notícia serviu de inspiração para meu ex-colega da equipe de reportagem da revista Veja em São Paulo, Luís Nassif, escrever artigo na Internet, anunciando que o “STF deve voltar a ser Supremo e dar habeas corpus de ofício para Lula”.

Ato de Coragem

Nassif dá a receita para que o Supremo retome o protagonismo “diante dos abusos contra o ex-presidente Lula”. E segue em frente:

– A selvageria que se instalou no Brasil tem que ser interrompida por atos de coragem.

Nassif, bom músico, sola o cavaquinho e o bandolim como poucos, faz um apelo aos nossos ministros do Supremo para decidirem o habeas corpus a favor de Lula sem serem provocados. Apenas, “ouvindo o clamor das ruas”.

Penso aqui comigo: será que o anúncio de que o nosso ex-presidente está, tudo indica, apaixonado, além de Nassif, será suficiente para inspirar também nossa Justiça?

Vamos esperar pra ver… Mesmo porque, o “clamor das ruas” ainda não ouvi.

Deixe seu Comentário