Sem equipamento, coveiros sofrem problemas de saúde

Sem equipamento, coveiros sofrem problemas de saúde

Lucy Tamborino

Os auxiliares funerários – popularmente chamados de coveiros – dos quatros cemitérios públicos de Guarulhos sofrem com a falta da cinta ergonômica com suspensório. É o que denunciou a Folha Metropolitana um funcionário que preferiu não se identificar.

Segundo ele, o item era disponibilizado, porém há mais de cinco meses, com o desgaste do material que impossibilitou o uso, muitos auxiliares sofrem com dores na coluna. “Nós realizamos um serviço que pega muito peso, sem o item muitos funcionários já estão apresentando fortes dores”, lamentou.

Em nota, a Secretaria de Serviços Públicos informou que a categoria não faz uso de tais cintas, já que os itens não fazem parte dos equipamentos de proteção individual (EPIs) obrigatórios relacionados pelos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESM). A pasta ainda afirmou que todos os equipamentos de segurança obrigatórios para o exercício da função foram devidamente entregues aos funcionários.

Imagem: Lucy Tamborino

Deixe seu Comentário