Avião russo pega fogo ao aterrissar e deixa ao menos 40 mortos

Avião russo pega fogo ao aterrissar e deixa ao menos 40 mortos

Da Redação

O incêndio em um avião da companhia aérea estatal russa Aeroflot que fez ontem um pouso de emergência no aeroporto Sheremetyevo, em Moscou, matou ao menos 40 das 78 pessoas a bordo do voo SU1492.

O avião Sukhoi modelo Superjet 100 decolou às 18h02 (12h02 em Brasília) deste mesmo aeroporto com destino a Mursmank, no extremo norte do país. Nove minutos depois, no entanto, a tripulação declarou uma emergência e retornou para a capital, onde fez o pouso de emergência, 28 minutos depois da decolagem. “Não conseguiram na primeira tentativa e, na segunda, o trem de pouso impactou contra a pista”, disse uma fonte dos serviços de emergência à agência Interfax.

Um vídeo divulgado por emissoras russas mostra a aterrissagem do avião. Em outras imagens, publicadas nas redes sociais, é possível ver os passageiros usando os escorregadores de emergência inflados após o pouso. Em um vídeo, a aeronave aparece em chamas em alta velocidade logo após tocar o solo, mas não fica claro se o fogo começou ainda no ar.

De acordo com a agência Ria Novosti, um problema elétrico teria causado o incêndio. Um passageiro, no entanto, relatou que um raio teria atingido a aeronave depois da decolagem. “Acabamos de decolar e o avião foi atingido por um raio (…) O pouso foi difícil. O avião quicou na pista como um gafanhoto”, relatou Petr Egorov ao jornal russo Komsomolskaya Pravda.

Segundo o site Flightradar24, especializado no monitoramento de voos, o piloto informou sobre um incidente às 18h11. O incêndio carbonizou a parte posterior do aparelho.

Citando uma fonte anônima, a Interfax disse que o avião teria pousado com os tanques cheios de combustível porque teria perdido contato por rádio com os controladores de tráfego aéreo e “era perigoso realizar uma manobra para esvaziar os tanques voando sobre Moscou”.

O Flightradar24, no entanto, mostra que a aeronave sobrevoou a capital russa em círculo duas vezes antes de fazer a aterrissagem de emergência. “Foi aberta uma investigação criminal por violações das normas de segurança”, indicou o Comitê de Investigação da Rússia.

O Superjet 100 foi o primeiro avião civil projetado na Rússia após o colapso da União Soviética. Motivo de orgulho na época de seu lançamento, desde então tem sido criticado e teve pouquíssima aceitação fora do mercado russo. 

Desde que começou a voar em 2008, este é o segundo acidente com vítimas em que um Superjet 100 se envolve, segundo o banco de dados Aviation Safety Network. (Com agências internacionais).

Imagem: Divulgação

Deixe seu Comentário