Coluna Livre com Hermano Henning

Coluna Livre com Hermano Henning

Manchete da Folha de São Paulo desta quarta diz que 51% dos brasileiros são contra a reforma da previdência. Que tal se ela jogasse na primeira página que, quatro em cada dez brasileiros apoiam a reforma? E que o grosso dos que são contra – 61% – são funcionários públicos, os que recebem salário integral depois de aposentados, privilégio negado aos demais mortais?

Melhor ainda: não seria mais honesto dizer em manchete que caiu o número de brasileiros que rejeitam a reforma da previdência? No texto, o jornal diz que, em 2017, no governo Temer, 72% dos entrevistados se diziam contrários à mudança. Agora são 51%.

Resumo: o brasileiro, cada vez mais, parece aceitar que a reforma da previdência é absolutamente necessária pra este país sair do buraco. Ou, se preferem, não cair de vez no precipício.

De bem com o vice

O prefeito Guti, como o esperado, falou muito ontem na entrevista concedida à TV Guarulhos, no programa Espalha Fatos. Disse que o levantamento da gigantesca dívida do município está sendo realizado pelo departamento competente; que está de bem com o seu vice Alexandre Zeitune; que espera ter bala na agulha pra entregar um grande número de obras no final de seu mandato; que, espera, sim, ser candidato à reeleição e terminou com uma avaliação das redes sociais e os comentários que não lhe dão moleza. Como todo bom político, disse que esses comentários na internet mais ajudam que atrapalham. Gasta muito tempo com eles?  Ele respondeu que não. “Mas tem sempre alguma informação que te ajuda” garantiu.

Guti, como sempre, bateu forte nas administrações do PT dizendo que pegou a Prefeitura em frangalhos, com dívida impagável. Dívida esta que não lhe deixou à vontade para administrar nesses dois anos iniciais do mandato. Sobre o aparelhamento petista no funcionalismo disse que houve uma limpeza nos cargos em comissão. Há ainda petistas na administração, admitiu, mas são funcionários que trabalham e correspondem. Não misturam a função pública com trabalho político. Guti garantiu que não há militantes em atividade no funcionalismo. Foi uma conversa esclarecedora.

Do outro lado

Quem participa hoje do Espalha Fatos é o ex-prefeito Elói Pietá. Não há o que discutir, ele é o grande líder da oposição no Município. Levou uma rasteira ao se lançar candidato a governador, não se elegeu deputado, mas, definitivamente é o grande nome da oposição para a prefeitura na próxima eleição. Vai fazer um interessante contraponto.

Deixe seu Comentário