Alunos da EPG Dorcelina apresentam em vídeo mensagens sobre respeito às diferenças

Alunos da EPG Dorcelina apresentam em vídeo mensagens sobre respeito às diferenças

Da Redação

Com pouco mais de 600 visualizações no YouTube, o vídeo da música “Tudo bem ser diferente”, composta pelos alunos do 3º ano da EPG Dorcelina de Oliveira Folador, no Bairro dos Pimentas, já caiu no gosto daqueles que apreciam um trabalho pedagógico feito com muita dedicação. A letra da música, que recebe o mesmo nome do projeto anual da unidade escolar, foi composta pelos próprios alunos, durante as aulas de música do professor Rafael Artur dos Santos.

Tudo bem ser diferente, até porque não tem ninguém igual a gente, nós somos frutos de misturas de muitas, muitas raças, ser igual não teria nenhuma graça, africanos, europeus, americanos, orientais, indígenas, são todos especiais”, diz a letra da música.

Além de compor a canção com versos simples, mas cheios de sabedoria, os alunos também emprestam sua voz à melodia. Com direção musical e artística do professor, a música conta com a voz guia de Aline dos Santos e teclados de Raul Cardoso.

De acordo com o professor, depois de montar um repertório com todas as turmas, com músicas que falavam sobre o tema do projeto, eles fizeram uma apresentação para as famílias e para a comunidade.

“Com as turmas dos 3ºs anos, decidi fazer algo diferente e propus que eles compusessem a canção e foi assim que cada uma das três turmas ficou responsável por uma parte da estrofe”,explica Santos. O educador ensaiou com os alunos e depois gravou o videoclipe, que em apenas uma semana alcançou mais de 600 visualizações no Youtube. Para ver o videoclipe, clique aqui: (https://www.youtube.com/watch?v=vCHk4x5M89U

Sobre o Projeto

A ideia, que surgiu logo no início do ano durante o Planejamento Escolar, ganhou força diante de um grande desafio: combater o Bullying. Em todas as turmas, o Projeto interdisciplinar “Tudo Bem Ser Diferente” foi tomando corpo ao levar os alunos a refletir sobre o seu lugar no mundo, sua identidade, singularidade e ao mesmo tempo perceber isso em todos os outros ao seu redor.

O Projeto culminou com uma grande mostra de trabalhos dos alunos, que aconteceu no último dia 6, com exposição aberta para visitação das famílias e da comunidade escolar e exibição do filme “Extraordinário” .

Satisfeito com o trabalho, Santos ressalta a participação de grandes profissionais,professoras, gestores da escola, agentes escolares e de limpeza, entre outras pessoas: “Estamos colhendo os frutos do trabalho, os alunos têm sido grandes agentes da indistinção, inclusive alertando os colegas que se esquecem dos ensinamentos aprendidos. Sobra o sentimento de que estamos no caminho certo!”, comemora o jovem professor.

Imagem: Divulgação/ PMG

Deixe seu Comentário