Latin: tratamento de infarto é realizado em uma hora e meia

Latin: tratamento de infarto é realizado em uma hora e meia

Lucy Tamborino

O diagnóstico e o tratamento do infarto, que antes era realizado em dois dias no sistema de saúde pública de Guarulhos, hoje é executado em uma hora e meia. A iniciativa é resultado do programa Latin (Latin America Telemedicina Infarct Network).

Desenvolvido pela Empresa Medtronic, o Latin permite o diagnóstico rápido e preciso do infarto agudo do miocárdio através do uso da telemedicina. Por meio dessa iniciativa, todas as pessoas com dor torácica realizam o eletrocardiograma em um dos serviços de pronto-atendimento no município.

O programa agiliza o atendimento a emergências cardíacas, por meio de uma rede de comunicação que conecta as unidades de pronto atendimento (UPAs e PAs) ao hospital de referência cardíaca na cidade, o Stella Maris. O exame é ainda transmitido a um centro de medicina em Uberlândia, onde uma equipe de médicos de plantão 24 horas, sete dias por semana, envia o laudo à unidade.

Em caso de diagnóstico de infarto, é desencadeada a rede de comunicação, que aciona a ambulância para a remoção, bem como os médicos do Stella Maris para o atendimento do paciente. O programa funciona em rede nas unidades: UPA São João, UPA Paulista e serviços de pronto-atendimento Dona Luíza, Maria Dirce, Alvorada, Bonsucesso e Paraventi.

Desde sua implantação até agora já foram atendidos mais de 13.600 pacientes com queixa de dor torácica, que fizeram o eletrocardiograma pelo programa de telemedicina. Desses, 326 tiveram diagnóstico de infarto e foram encaminhados para o Hospital Stella Maris para a realização de cateterismo de urgência.

Imagem: Divulgação

Deixe seu Comentário